quinta-feira, 15 de abril de 2010

Reiniciando e os Relatos.

Olá amigos...estou de volta. Um tanto renovado e pronto para seguir a vida. Depois de muito pensar pensar...pensar...rsrsrs...decidi voltar a escrever ou começar a escrever algumas coisas e, claro, tornar o blog mais ativo.
Vou iniciar um conjunto de pequenos relatos sobre alguns lugares por onde passei ou passo. Falar um pouco do cotidiano dessas cidades. Espero que gostem e galera...existe um espaço ai para comentários...vamos participar né.
Lembrando...Amanhã é o niver de um grande amigo...Negão Sandro...esta completando 50 anos (acho)...rsrsrs...figura gente boa...um cara super humano, batalhador pra caramba...só tem um grande defeito (acho que vcs já sabem não é)..rsrsrs...mente demaisssss...rsrsrs.

Relato 01 – Salvador

Salvador!!! Terra de grande magia, das festas, da alegria e do axé.. Povo receptivo e feliz. Quando você pensa na Bahia já lembra logo de Salvador, de Dorival caymmi deitado em uma rede celebrando a cultuada “preguiça” baiana, do carnaval, do pagode e do axé. Pois é meus amigos esta é a versão oficial e a que todos já sabem. Mas o que muitos não sabem é que aqui, na realidade o negócio é diferente. Concordo quando falam que aqui as pessoas são alegres e adoram festas, mas discordo quando falam que o baiano é preguiçoso. Aqui o povo trabalha pra caramba. Sabe festejar e trabalhar. Salvador é uma cidade linda, maravilhosa, violenta, pobre e maluca. Ao mesmo tempo em que as pessoas são bem receptivas, você consegue ser muito mal atendido quando vai a um restaurante ou a um bar. Aqui as pessoas adoram botecos, mas não temos um boteco de qualidade com uma musica ambiente. Não temos aqui um local onde possamos curtir (pelo menos eu não conheço) sem que seja no meio dos gigantes shows, alias, em Salvador hoje só se faz shows grandes. É horrível isso, mas é o sistema que gera mais lucro. No transito então é uma loucura, todos reclamam de todos e ao mesmo tempo todos estão errados, é uma guerra, ninguém respeita nada, do motorista de ônibus ao motorista de taxi e o orgão que fiscaliza o transito faz a mesma coisa. Eita terra doida.
Na politica o negocio é mais complicado ainda. As pessoas vivem uma especie de síndrome de ACM. Se a cidade esta violenta é porque não é o grupo de ACM que manda mais na Bahia. Se o trafico de drogas reina na cidade é porque o grupo de ACM não manda mais na Bahia. Se a cidade chove demais é porque o grupo de ACM não manda mais na Bahia. Tudo aqui é consequência do grupo de ACM não estar mais no poder. Chega a ser cansativo essas repetições. Como se em Salvador nunca tivesse existido violência, trafico de drogas e chuva. É a superficialidade reinando. Enfim, poderia aqui escrever muitas linhas falando desta terra, mas preciso terminar, tenho outras coisas a fazer. Porém o objetivo dessas palavras é lhe dizer que quando você vier a Salvador não pense que aqui é tudo perfeito, temos coisas boas sim, mas temos muitos problemas também e esteja preparado para enfrentá-los.

Um grande abraço..